segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Faxina

Hoje à tarde, fiz uma faxina com minha mãe e achei um monte de coisas da minha infância: joguinhos, bonecas, diários, e tanta outras. Fiquei lembrando dos momentos em que usei essas coisas, momento únicos, que não voltam mais, mas podem ser reproduzidos novamente porque nunca é tarde para reviver o que é bom.
Afinal, ningúem é velho demais para fazer alguma coisa. Só porque você já tem 20 e poucos anos que não pode brincar de boneca com suas vizinhas menores. Só porque você já passou dos 60, não pode jogar uma boa partida de volêi. Só porque você tá nos 40 que não pode se apaixonar e viver uma aventura de amor.
Somos nós que colocamos limites em nossa vida, dizendo que somos velhos ou novos demais pra fazer determinada coisa. Somente nós. Então não venha dizer que a sociedade é manipuladora ou egoísta. Ela pode até te controlar, mas é você quem diz se é tarde ou não pra viver uma aventura.
E reviver o que é bom é algo que soa tão bem. Imagina reviver todos os momentos em que você gargalhou, todas as partidas do seu jogo preferido, todas as coreografias que você aprendeu arduamente. Às vezes não precisamos nem reviver, basta sentar no sofá e se lembrar de tudo que te fez feliz, nunca é tarde pra isso também, e é bem mais fácil de fazer.
E nem adianta dizer que você não tem tempo pra isso, porque você sempre terá tempo pra isso. Seja Deus ou o destino, de um jeito ou de outro sempre vai-se encontrar um lugar, uma brecha pra você fazer isso. Você tem que achar. Aliás, o tempo é relativo, às vezes você acha que dará tempo pra tudo em sua vida e, de repente, sua vida dá uma reviravolta completa e fica tarde demais pra realizar seus desejos. Outras vezes, você pensa que é tarde demais e no fim das contas, sobra tempo demais.
Então eu afirmo que NUNCA É TARDE PRA REVIVER O QUE É BOM, pois você pode se arrepender por não poder reviver. Aliás, nunca é tarde é uma expressão tão forte que não merece nem ser dita. Só a palavra nunca já é forte, imagine esse combo? Então, a frase que eu quero afirmar que : TODO O DIA É DIA DE REVIER O QUE É BOM. Se você colocar isso em seus ideais, sua vida terá muito mais sorrisos, afinal eu m diverti tanto hoje, que valeu a pena dizer isso pra vocês.
Beijos, Tay!

2 comentários:

Jade Amorim disse...

Ah, reviver e viver o que é bom, realmente, nunca é tarde. Mas não somos só nós que limitamos, a saúde principalmente. Pra se jogar uma partida de vôlei aos 60 tem que estar muito inteiraço, sem nem sombras de hosteoporose... Kkkk
Adorei o blog. Lindo aqui.

Beijos.

Matheus Pacheco disse...

Olá!
Estou reunindo Blogueiros!

O blog é o Guerra no papel: http://www.guerranopapel.com/


Tem interesse em ser Colunista? Entre em contato se tiver interesse!

twitter: @uMatth
facebook.com/matheusviol
e-mail: matheus@setelagoas.com.br

Muito obrigado!
Aguardo por contato!
Beijinhos ;*